Menu

Competições Em Andamento
XV Copa Band Vale de Futebol Amador 2013II Copa Sapo de Futebol Amador 2013 - Jacareí-SPCopa Brahma / Taça Cidade de Guaratinguetá 2013Copa Distrito de Futebol Amador de Moreira César 2013Campeonato Amador de Futebol de Paraty-RJCompetição IntermunicipalCompetição IntermunicipalCompetição IntermunicipalCompetição IntermunicipalCompetição Intermunicipal
Competições Municipais
LMFSJC - Liga Municipal de Futebol de São José dos CamposACAF - Associação dos Clubes Amadores de Futebol - São José dos CamposLMFT - Liga Municipal de Futebol de TaubatéACFAJ - Associação de Clubes de Futebol Amador de JacareíLPMF - Liga Pindamonhangabense Municipal de FutebolFAC - Futebol Amador de CunhaLMFG - Liga Municipal de Futebol de GuaratinguetáLUF - Liga Ubatubense de Futebol Campeonato Municipal de Futebol de Santa BrancaCompetição Municipal

Procure no Blog NECC

Destaque

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Amador Cunha 2013 - GELAF é Tri na Categoria Principal e Tetra na Categoria Aspirante


GELAF derrota a Associação nos pênaltis e conquista o Tricampeonato no Amador de Cunha


Foram realizados neste domingo (17/11), as finais das Categoria Aspirante e Principal do Campeonato Amador de Cunha de 2013.

Pela Categoria Aspirante, a equipe do GELAF confirmou o seu favoritismo e conquistou o tetra-campeonato, da categoria ao derrotar a equipe do Falcão pelo placar de 5 a 2.

O caminho da vitória da equipe começou a ser construído logo no início da partida com Geléia abrindo o placar para GELAF. O Falcão conseguiu chegar ao empate aos 32 minutos, com Edinho cobrando pênalti, 1 a 1 resultado do primeiro tempo

Na volta do intervalo, o Falcão conseguiu virar o jogo com Alex Henrique aos 18 minutos, depois de uma jogada de contra-ataque puxada por Ivan pelo lado direito.

Minutos depois, o GELAF chegou ao empate novamente com Rosildo cobrando pênalti, 2 a 2. Aos 28 minutos, após receber lançamento na esquerda, em um lindo lance, Rosildo tirou a marcação com um chapéu e de direita soltou a bomba, marcando um golaço e colocando o GELAF novamente na frente no placar, 3 a 2.

O Falcão saiu em busca do empate nos minutos finais para tentar levar a decisão para a prorrogação, mas acabou tomando outros dois gols nos contra-ataques, aos 39 minutos com Geléia e aos 46 minutos novamente com Geléia marcando o seu terceiro gol na partida e dando números finais a partida, 5 a 2.

Com a vitória o GELAF conquistou o seu quarto título seguido na Categoria Aspirante (2010/11/12/13), mantendo a hegemonia na categoria. Carlos Alberto do GELAF levou o troféu de goleiro menos vazado da competição, já a artilharia ficou com os atacantes Alex Fernando (Associação) e Rosildo Monteiro (GELAF), ambos com 6 gols marcados.



Categoria Principal

Já pela Categoria Principal, Associação e GELAF, o clássico de maior rivalidade no Futebol Amador de Cunha voltavam a decidir mais uma vez o título do Campeonato Municipal, a última decisão entre as duas equipes aconteceu em 2010, onde naquela oportunidade, a Associação faturava o seu nono campeonato derrotando o GELAF pelo placar de 3 a 2 de virada, após estar perdendo por 2 a 0.

Na decisão de 2013, muito nervosismo, polêmica, prorrogação e cobranças de pênaltis para conhecer o campeão da temporada.

A polêmica começou antes  da bola rolar, a Associação não aceitava o árbitro Evandalo Moreira para apitar a decisão devido a problemas ocorrido entre o árbitro e alguns dos atletas da equipe em outras partidas durante a primeira fase da competição.

Por outro lado, o GELAF não aceitava a troca de árbitros para essa partida, com isso, antes mesmo do início da decisão da Categoria Aspirante na partida preliminar, foi realizado um sorteio, onde acabou acontecendo uma troca de árbitros, ficando decido que a decisão da Categoria Aspirante fosse apitada por Denilton de Godoy e a decisão da Categoria Principal apitada por Evandalo Moreira.

Com a bola rolando, as duas equipes começaram a partida com cautela, tentando achar o momento certo para surpreender o adversário. Mas aos poucos, com o incentivo dos torcedores, que mais uma vez compareceram em bom número ao Estádio Municipal Idmauro Telles de Siqueira, as equipes iam se soltando e se arriscando mais no ataque.

A Associação tocava a bola e procurava chegar ao gol principalmente pelas laterais, mas acabava errando muitos passes na hora da conclusão da jogada, facilitando e armando os contra-ataques para a equipe do GELAF.

Aos 18 minutos, após roubar uma bola no meio-campo, o atacante Carlinho recebeu em velocidade na ponta direita, e partiu em direção ao gol, tirou a marcação, invadiu a grande área e de soltou a bomba de pé direito, o zagueiro koringa tentou afastar o perigo, mas acabou desviando a bola para dentro do gol, GELAF 1 a 0.

Após sofrer o gol, a Associação passou a sair mais para o ataque, adiantando a sua marcação, porém a equipe não conseguia passar pelo sistema defensivo do GELAF. Aos 27 minutos, após receber passe na esquerda, Marco Antônio invadiu a área e acabou sendo desarmado, torcedores e atletas da Associação ficaram pedindo um pênalti na jogada.

A equipe do GELAF ainda teve a oportunidade de aumentar o placar ainda no primeiro tempo com Tó finalizando na entrada da pequena área, obrigando o goleiro Marcelo a fazer uma linda defesa.

O empate veio aos 35 minutos do primeiro tempo com Sassá acertando um lindo chute de longe, colocando a bola no ângulo esquerdo do goleiro Boi, que ainda pulou no lance, mas sem nenhuma chance de defesa, um golaço... indefensável! 1 a 1, resultado do primeiro tempo.

No intervalo, várias discussões entre alguns atletas da Associação com o árbitro da partida em relação ao pênalti não marcado na primeira etapa.

Já no segundo tempo, nos primeiros 15 minutos, muita falta, muita discussão e poucas jogadas de perigo. O jogo voltou a ficar mais movimentado no final do segundo tempo, com as equipes saindo mais deixando o jogo aberto e indefinido, porém o placar no tempo normal terminou em 1 a 1, levando a decisão do título para a prorrogação.

No primeiro tempo da prorrogação, ambas as equipes mantiveram uma postura defensiva e sem muita criatividade, situação que permaneceu até o final do segundo tempo da prorrogação, quando aconteceu o lance de maior polêmica na partida.

Aos 17 minutos (acréscimos) do segundo tempo da prorrogação, em um lance de ataque da Associação, o árbitro da partida apitou uma falta, segundo ele Evandalo Moreira, seria uma falta de ataque da Associação, mas ao mesmo tempo, o Auxiliar Glauco correu para a linha de fundo na divisa com a grande área, assinalando o pênalti.

Com isso, houve muita discussão e bate-boca, após alguns minutos de discussão, na conversa entre o auxiliar e o árbitro da partida, o auxiliar, manteve a sua posição afirmando que ele havia visto o pênalti, porém o árbitro da partida Evandalo Moreira assumiu a responsabilidade para si e manteve a decisão de dar a falta de ataque da equipe da Associação. Na cobrança da falta foi encerrado a partida e a decisão do título acabou indo para as cobranças de pênaltis.

Cobranças de pênaltis

A Associação começou abrindo a série de cinco cobranças, Thiago Sorveteiro pegou mal na bola e acabou mandando por cima do gol, desperdiçando a sua cobrança para o desespero dos torcedores da Associação.

Rosildo Monteiro cobrou bem, colocando a bola no ângulo direito do goleiro Marcelo, que acertou o lado, mas sem chances de defesa, GELAF 1 a 0.

Na segunda cobrança, o camisa 10, Devair, com muita tranquilidade deslocou o goleiro Boi e empatou para a Associação, 1 a 1.

Carlinho não quis saber de brincadeira, escolheu o canto e soltou a bomba, o goleiro Marcelo novamente acertou o canto, mas chegou atrasado na bola, GELAF 2 a 1.

O próprio goleiro Marcelo da Associação foi para a terceira cobrança da equipe e acabou batendo mal, colocando a bola por cima do gol.

Em seguida Bill bateu forte na bola colocando no canto esquerdo do goleiro Marcelo, a meia altura, Marcelo novamente acertou o canto e por muito pouco não fez a defesa, GELAF 3 a 1.

Abrindo a quarta cobrança, Paulo Guilherme deslocou o goleiro Boi, porém acabou acertando o travessão desperdiçando mais uma cobrança e definindo a vitória do GELAF nas cobranças de pênaltis por 3 a 1.

O GELAF ainda ficou com o troféu de melhor defesa da competição com o goleiro Boi, já a artilharia ficou com  Tiago Pereira da equipe da Associação com 4 gols marcados. Após a premiação dos troféus do vice-campeão e do campeão mais polêmica, a Associação se recusou em ficar com o troféu do vice-campeonato, deixando o troféu na porta do vestiário do trio de arbitragem da partida.

Já a equipe do GELAF se reuniram e foram comemorar o tricampeonato (2011/12/13), e a 21º conquista do Campeonato Municipal de Futebol Amador da cidade de Cunha.

Clique Aqui e confira a Tabela completa da competição.


Cunha, 18 de Novembro de 2013

Danilo J Fernandes

Deixe seu comentário abaixo deste post. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...